livro

não me lembro quando foi que comecei a ler por absoluta necessidade. mas lembro-me que comecei a apontar todos os livros que leio para não esquecer nenhum, pelo menos que os li, já que muitas das suas estórias ou autores não me lembrarei (apenas de senti-los). também me lembro de começar a fotografar páginas inteiras porque as dobras nos cantos das folhas já não chegam. lembro-me de um escritor com quem escrevi uma estória e de uma estória com quem achava que penso poesia. lembro-me dos olhos de espanto das crianças quando lhes leio e me entrego. mas também temos alturas em que nos desentendemos ou desistimos um do outro. diria que estamos numa relação séria e para a vida, até que se esgotem todas as palavras e cheiros das páginas com que construímos a eternidade.

Comentar